Zona Franca confirma Sin Ayuda (Taubaté/SP) + Entrevista

Zona Franca confirma Sin Ayuda (Taubaté/SP) + Entrevista

nov 18

Após o lançamento do álbum “Noise Reminders”, em Setembro de 2011 pela Popfuzz Records, a banda Sin Ayuda começou o ano de 2012 se isolando do mundo por 10 dias em um sítio, em Santa Branca, no interior de São Paulo, afastado de todo o caos urbano, para compor novas melodias e colocar isso em um registro.

A banda gravou ao ar livre, com sol, chuva e muita disposição pra captar todo o momento e a naturalidade dessa experiência. Aos pés da represa e nadando contra a corrente, o Sin Ayuda foge mais uma vez dos estúdios, pra lançar “Boat EP”, virtualmente no dia 07/05, exclusivamente na TramaVirtual.

Lançado novamente pelo selo alagoano Popfuzz Records e agora com a parceria do selo carioca Transfusão Noise Records, “Boat” foi gravado, mixado e masterizado no estúdio Wasabi por Diego Xavier, e a arte ficou por conta dos parceiros da Evil Deal.

A banda acaba de voltar de uma turnê de 12 dias com 10 shows. Fazendo algumas apresentações em SP, a turnê  passou em 6 cidades do Nordeste, e os caras mostraram seu trabalho em  grandiosos festivais  como o Maionese(Macéio/Alagoas)  e  o DoSol (Natal/RN)

Guerrilha Gig:Como surgiu a banda  e quais as influências(não somente musicais) que impulsionaram o surgimento do Sin ayuda?
Sin Ayuda:  Sin ayuda surgiu em 2010 num projeto folk que o Vinicius Pacheco (voz e guitarra/violão) tocava sozinho… com o tempo, Diego (guitarra e voz) foi entrando, o Ricardo (batera) estava no Canadá, mas já tinha sido intimado pra tocar (risos). Ai em 2011 depois da gravação do Evergreen , o Julito entrou na banda e fechou essa formação.

Guerrilha Gig: Como é o processo de composição de vocês?
Sin Ayuda:   Depende… Geralmente  alguém chega com uma base e ela é elaborada… As vezes Jam session. Não temos formula… É natural o processo.

GG: Como é cena autoral em Taubaté? 
SA: Fraca, quase morrendo. A cidade é dominada por bandas covers e estabelecimentos que apostam nisso.

GG: Qual a relação de vocês com a PopFuzz e qual foi a articulação feita por eles para a turnê no Nordeste? 
SA: Popfuzz é nosso selo querido. Todos os nossos lançamentos foram por eles. A gente se conheceu pessoalmente no ano passado e é muito tranquila nossa relação com eles, fomos a primeira banda de fora de alagoas a sair pelo selo. Muita honra.  

Foi total,  a equipe da popfuzz articulou maravilhosamente toda nossa Nordesde Tour 2012. 

GG:  Como foi tal turnê?  
SA: Sem palavras cara, no nordeste as coisas são muito diferentes de SP. O Tratamento foi ótimo, feedback imediato… Muito aprendizado, pessoas fodas…  Fizemos a tour com os manos e mina (helena) do Hierofante púrpura e foi foda demais… melhorava todo dia. 

GG: Já acompanhei 2 matérias da banda no site da MTV. Como foi esse contato?
SA: A primeira vez a gente saiu numa sessão que era de segunda feira… onde eles davam uma dica de bandas novas.. A partir daí quando a gente foi lançando material (boat EP) eles procuraram postar o teaser, e falar da nossa tour no nordeste. 

GG: Como foi a produção do EP ‘Boat’?  
SA: Ficamos 10 sozinhos num sitio em Sta branca (SP) com a ideia de produzir e gravar. Ensaiamos 7 dias e gravamos em 3… Debaixo de sol, chuva, cachaça cavalo de troia etc.. (risos).  

 GG: Qual a expectativa para a apresentação no Zona Franca – Primeiro Festival de Música Independente de Franca/SP? 
SA: Porra, fazer festival é muito foda… Ainda soube que vai ser o primeiro da cidade, as expectativas são as melhores possíveis, estamos numa vibe massa e queremos mostrar o quanto a Tour fez bem pra pele.

– Baixe o EP  “Boat” (2012)  de graça:
http://www.mediafire.com/?zgbmjsbczn7wn0c 

http://www.facebook.com/sinayudabr

 


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/guerrilhagig/blog.guerrilhagig.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273