Entrevista Waldi e Rédson (Goiania/GO) + Circuito Guerrilha Gerador 2012 (Distrito Industrial)

Entrevista Waldi e Rédson (Goiania/GO) + Circuito Guerrilha Gerador 2012 (Distrito Industrial)

set 17

Dupla sertaneja independente. Alguém já viu isso?

Abaixo conheçam mais sobre  Waldi e Rédson:  contando os causos da vida com poesia e simplicidade. Artistas renomados no Brasil (Diego e o Sindicado, Porcas Borboletas, etc), os caras nunca param de fazer o que mais lhes da prazer: tocar sem parar, compartilhando as vivências e impressões. 

Pergunta – Como surgiu a idéia de criar uma dupla sertaneja independente? Quais as principais influências de vocês?
Resposta  – Conheci o Waldi numa casa de dança na saída de Senador Canedo, quase entrando em Goiânia. Entre uma dança e outra as meninas pediam pro Waldi declamar poesias, eu pirei quando ele declamou “Berço de Deus” do Zé Rico, pirei demais! Naquele visú metade Mazzaropi e metade Indiana Jones! Automaticamente cheguei nele e falei: Bixo, bora montar uma dupla? Ele olhou pra mim e disse: Redson! Depois disso fomos morar juntos numa chácara perto do Martim Cererê em Goiânia, montamos um studio com uma vista bonita pra ajudar nas composições, foi uma época boa, era 2008, ficamos por lá 2 anos e lá fizemos 34 músicas.

Nós ouvimos muito Leo Canhoto e Robertinho, Matogrosso e Mathias 1980, Milionário e José Rico, Alvarenga e Ranchinho, Lourenço e Lourival, Tião Carreiro e Pardinho.. são muitas, a gente bebe todo dia ouvindo sertanejo..

P – Vocês tem circulado bastante? A maioria dos shows é fora de Goiania?
R – Temos circulado bastante, graças a deus. Fizemos Gurinhatã, Iturama, Campina Verde, Doverlândia e Tupaciguara recentemente, mas nosso maior público é realmente em Goiânia, lá fazemos mais shows.

P – Em geral, como é a aceitação do público com o som da banda?
R- Sertanejo tá queimado no Brasil, tá rolando um estilo musical muito ruim que erroneamente chamam de sertanejo, que na verdade tá mais entre o axé e o pop rock. Tranquilo existir esse novo estilo, só acho errado chamar de sertanejo. Sertanejo pra mim tá desde o roots pagode na viola e voz, guarânia safada, valsa malandra até no máximo um zézé, xororó, crysthian e ralf da vida.. Passou desse estilo aí geralmente é complicado de ouvir. Nós cantamos e tocamos mal, mas gostamos muito de contar nossas histórias nesse estilo que é o reggae e o blues brasileiro ao mesmo tempo, o sertanejo pedrada. O público geralmente grila.

P – Vocês tocam em várias outras bandas certo? Porcas Borboletas, Diego e o Sindicado, como fica o tempo, ensaio e shows com tantas atividades?
R- Temos várias bandas, se juntar todo mundo dá banda tem neguim do: sindicato, dead smurfs, pó de ser, wc masculino, leila lopes, fedo, benflas, porcas borboletas, demosonic, f simplista, filhos de maria e os irmãos de jesus, evil stout.. e por aí vai.. Hoje em dia todo mundo tem mais de uma banda. Acho que só o Roberto Carlos tem uma banda só, o resto tem mais de uma. Nosso tempo é pra isso. Lembrando que mesmo com essas mil bandas, não ganhamos dinheiro com nenhuma. Atualmente Waldi dá aula na cadeia de Senador Canedo e eu trabalho na microcervejaria Panela Velha Brewery em Uberlândia.

P – Como é a cena autoral em Goiania?
R- Tem bastante gente fazendo sucesso, como o Leonardo e Crysthian e Ralf

P – Contem detalhadamente a história da música FOB.
R- Nós estávamos em tour indo de Água Limpa (GO) para Inhumas (SP) e durante a viagem nosso produtor (Luciano Aparecido) ligou contando que a mulher do Waldi tava no centro da cidade de Uberlândia com um carinha de outra banda. O Waldi ficou bem triste, mais ainda ao saber que esse carinha era o Allisson do Tarso Miller and Wild Comets, eles eram amigos.. foi foda.. Mas no final valeu a pena. Saímos de Água Limpa com o Waldi namorando e feliz e chegamos em Inhumas com o Waldi solteiro e com a música FOB pronta.

P – Qual a expecitativa pra passagem em Franca?
R- Estamos fissurados!

Lembrem-se: Waldi e Rédson se apresentam na amanhã por volta das 17 horas, na saída do distrito industrial!
Circuito Guerrilha Gerador Franca 2012
Realização: Guerrilha Gig
Apoio: Prefeitura Municipal de Franca e FEAC


 


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/guerrilhagig/blog.guerrilhagig.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273