A Atmosfera Lunar

A Atmosfera Lunar

set 10

/Arte por Flávia Aguilera/

texto: Admirável Novo Mundo/ 
por: Rafael Ferraz da banda INI/

“Quando comentávamos com alguém a escolha do lugar pra realizar mais uma edição do “Circuito Gerador Votorantim 2011”, a resposta unânime era uma pergunta de nariz torcido: “mas lá no Novo Mundo?” Novo Mundo é um daqueles bairros metade de uma cidade (Sorocaba), metade de outra (Votorantim), que ficou no meio de uma briga entre prefeituras dizendo uma à outra que passar asfalto, água encanada, construir escola, era obrigação da outra, nunca dela mesma. O resultado você já viu: subdesenvolvimento, gente simples, tráfico, rapazeada honesta e trabalhadora, igrejas evangélicas, botecos cheios, molecada lotada de vida e sem medo de falar, de correr e de batucar nos instrumentos dos outros.Como o bairro não tem nem praça nem escola pra adolescentes (nossa prioridade, por assim dizer), aterrisamos com os geradores e a tralha toda numa coisa tipo um canteiro, num cruzamento entre três ruas.
Foi só ver o Tiago, da banda Atmosfera Lunar, de Franca, descer do carro com seu cabelásso black power de impôr respeito e uma peita escrita SABOTAGE que a molecadinha logo sacou: esse é do movimento! esse é do rap! E talvez seja mesmo. Acontece que o maluco logo sacou seu saxofone (que também usa pra tocar numa banda de coreto!) e a molecada ficou ali meio sem entender qualé que era. Renan Ruiz montou a sua batera daquele jeito incomum. O baixo, o teclado e a guitarra de Diego Ferrari e Octávio Salles ainda nem tavam no jeito, mas o Tiago começou a soprar o baratão: a vila começava a olhar com curiosidade e os moradores começaram a colar e dizer que nada parecido tinha acontecido ali em sei lá quantas décadas de bairro.E no meio duma prosa com um líder comunitário, a Atmosfera Lunar, de Franca, começou a mandar o seu som. 

Brisa, brisa, brisa. 

Tem elementos de Jazz, mas simplificado como quase nem um jazz consegue ser. Tem um baterista monstro, batendo aqueles tambores como se quisesse mais que acordar a tribo, mas segurar cada um de frente, olhando no olho e chacoalhar.
E foi na hora que a batera, depois de explodir, deu um espaço pra guitarra e o baixo mandarem num momento mais melancólico, que, na calçada, um casal de catadores sentou. Ela ria contente, ele chorava.
Logo o caos voltou e tava tudo no talo. As crianças do bairro chegando perto, dançando aquele negócio esquisito que nunca tinham ouvido na vida. Na mesma hora, mais um homem feito chorou. Dessa vez um senhor, que veio marchando rápido de uma rua há uns 500m, colou literalmente babando de raiva ao gritar contra aquele barulho que estava acabando com ele, que tava dando no cérebro, que era insuportável!

As crianças à dançar…

A Atmosfera Lunar tinha feito o suficiente, o preciso, o necessário. E pedimos mesmo que eles tocassem só mais uma, porque a gente queria que o cara tivesse silêncio pra pensar na avalanche que tinha visto escorrer dentro dele mesmo. E também porquê nem tudo na vida é peso e caos e se alguém ali entendia de intensidade, de troca, de peso mesmo, sem dúvida era a rapazeada da vila, que na contramão da negligência de anos, faz emanar vida com as próprias mãos pelas calçadas, botecos, igrejas e biqueiras daquele lugar. O catador da calçada não esperou nem o Renan desmontar as coisas pra vir e dizer que ele nunca, jamais esqueceria daquele dia.(…)”

Matéria Guerrilha Gerador Votorantim 2011 – Maio/2011. Origem:  http://rasgadacoletiva.blogspot.com/2011/07/admiravel-novo-mundo-quando.html

A Atmosfera Lunar é:  
Diego Ferrari – baixo
Octavio Salles – guitarra
Renan Ruiz – bateria

Facebock – clique aqui 

Álbum: “1”  para download Gratuito  –  clique aqui 

Myspace , clique aqui 

Contato: contato.atmlunar@gmail.com

Twitter  –  clique aqui

Flickr  –  clique aqui 
 


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/guerrilhagig/blog.guerrilhagig.com/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273